Você diria que é um colaborador exemplar dentro de sua própria empresa? Veja bem.

Todos os dias, eu recebo mensagens de donos de empresa desanimados, querendo tirar suas empresas do caos. Mas eles querem a fórmula mágica, a “bala de prata” que vai mudar o cenário do negócio.

Quando eu pergunto o que eles estão dispostos a fazer para mudar esse quadro, eles me respondem que já tentaram de tudo, mas que não fazem a menor ideia mais do que fazer.

Então, eu pergunto de volta: “quantos livros você já leu sobre gestão, empreendedorismo, vendas, atendimento ao cliente?”. E a pessoa me responde que não leu nenhum.

Ou seja: não existe fórmula mágica para fazer uma empresa sair do fundo do poço. Existe meta, plano de ação e execução. E um empresário que não se esforça, que não tem atitude e que não tem energia, se torna o pior empregado da empresa. 

Por isso, eu, Marcelo Germano, fundador do EAG – Empresa Autogerenciável, vou tentar te mostrar se você está sendo ou não um funcionário exemplar dentro de sua própria empresa. O máximo que pode acontecer é você se surpreender e então, agir. 

Te desejo uma excelente leitura e reflexão!

Quando o empresário é o pior empregado da própria empresa

Para explicar o que acontece quando o empresário é o pior funcionário da própria empresa, vou mostrar um exemplo muito comum.

Você é funcionário de uma empresa. Mas você está sempre desmotivado, chega atrasado, não entrega nada no prazo, não se desenvolve e não se esforça. 

O dono dessa empresa, observando o seu comportamento, toma uma atitude e te manda embora. Só que você recebe aviso prévio, seguro desemprego, FGTS, entre outros direitos. 

Ou seja: você era o pior funcionário dessa empresa, foi um desperdício de tempo para o dono dela, mas, no final das contas, saiu por cima e ainda prejudicou o empresário.

Daí, você resolve abrir a própria empresa, mas continua com os mesmos hábitos. E, por achar que está tudo bem trabalhar para si mesmo, você persiste nas mesmas atitudes.

Resultado: em pouco tempo, você vira o pior funcionário da sua própria empresa. Mas, dessa vez, você não vai sair por cima, e sim, prejudicar a si mesmo. Você estará influenciando todo um quadro de funcionários a serem exatamente iguais a você. E aí não vem cobrar resultado.

Ou seja: é melhor você ser o pior funcionário de alguém do que ser o pior funcionário da sua empresa. Porque, quando se trabalha para alguém, a vida desse empresário segue – ele te manda embora e contrata outro.

Quando se é o pior funcionário da própria empresa, você além de não ter como se mandar embora, estará contaminando o negócio que ficará, consequentemente, fadado ao fracasso.

Ser empresário é para quem tem energia, atitude e para quem se empenha em alcançar o sucesso. Não tem bala de prata, não tem fórmula mágica. 

Se você não sabe como fazer a sua empresa sair do caos, existem algumas atitudes que vão mudar este quadro. Mas, antes de saber quais são, você precisa se certificar de que tem algo fundamental para empreender: energia. 

Como fazer a sua empresa crescer

Para você fazer o seu negócio funcionar e para você ter sucesso, você precisa ter energia. 

Tem gente que diz que tem energia, mas, na verdade, não tem. É a mesma coisa quando eu vou contratar um funcionário e pergunto se ele gosta de estudar e de se desenvolver. Ele responde que sim, mas na verdade não gosta. A pessoa não me enganou, mas enganou a si mesma. 

Ou seja: ou você tem energia ou você não tem. Se você não tem, o melhor jeito para obtê-la é fazer o que precisa ser feito. Não adianta só falar que tem – as suas atitudes precisam comprovar. Desta forma, sua empresa vai tomar um rumo que a levará a atingir resultados. 

Tendo energia, você vai conseguir desempenhar as atitudes necessárias para tirar a sua empresa do caos e levá-la ao sucesso, quando você: 

  • estabelecer uma meta;
  • estabelecer o seu plano de ação;
  • executar essa meta;
  • analisar o que deu certo e o que deu errado;
  • melhorar o que deu certo e corrigir o que deu errado;
  • e repetir. 

E como colocar tudo isso em prática no dia a dia? Se você está com movimento fraco de clientes, você dispõe de uma ferramenta que muitos empresários não possuem: tempo.

Então, aproveite esse tempo para estudar e ver quais são as melhores ferramentas que atendem às necessidades do seu negócio, para então aplicá-las. 

Desta forma, anote as suas metas e aplique os seus planos de ação. O resultado aparece para quem tem consistência e perseverança. Se não tiver esse tempo todo, faça um esforço. Separe um tempo para este importante dever de casa.

Não existe segredo. Quando se trabalha duro e se esforça para levantar o patamar do seu negócio, os resultados aparecem. O problema é quando o empresário não se movimenta para gerir a sua empresa de forma eficiente, e reclama que as coisas não mudam quando ele mesmo não muda. 

Se você já estiver fazendo um trabalho duro na evolução do seu negócio, mas tem encontrado dificuldades, não deixe de procurar ajuda externa. Ela vai te ajudar a entender quais habilidades você precisa incorporar ao seu negócio para dar um gás na capacitação dos seus funcionários, assim como nas entregas e resultados. 

Mas muitos empresários perdem tempo procrastinando. Eles não sabem o que fazer para vender mais, por exemplo. Ao invés de estudarem sobre técnicas de vendas, para aplicá-las no seu negócio, eles inventam desculpas ou ficam presos nas redes sociais vendo a vida de outros empresários bem-sucedidos.

O problema é que continuar nessa é um perigo para o sonho que você tanto batalhou para construir. Empresário desanimado fecha as portas. Por isso, é preciso energia e atitude para fazer essa empresa funcionar por conta própria. Mas para isso, você precisa ser um funcionário exemplar.

Papel do empresário na sua empresa

Assim como não adianta nada não se esforçar, também não adianta se esforçar demais no lugar errado. Estou falando de pegar todas as tarefas para si, achando que só você consegue fazê-las bem-feitas, enquanto seus funcionários não saem da sua aba e não se desenvolvem em suas posições. Isso é trabalho burro.

Esse cenário só está acontecendo, provavelmente, por que você está atendendo cliente, servindo cafezinho e embalando produto, coisas que deveriam estar sendo feitas pelas pessoas que você contratou para isso. 

Somente na hora que você aprender a delegar, você terá condições de desempenhar o seu verdadeiro papel na sua empresa: o estratégico.

Esse é o segredo para se ter uma empresa autogerenciável. Entender que existe uma grande diferença entre o trabalho operacional e o trabalho estratégico dentro de uma empresa. 

Os funcionários realizam o trabalho operacional, ou seja, que tem o foco de entregar resultados ao cliente. 

Já o empresário faz o trabalho estratégico, ligado a conduzir sua empresa de acordo com a sua cultura organizacional e a desenvolver os seus funcionários.

Para saber mais sobre as diferenças entre trabalho operacional e trabalho estratégico, bem como a importância de delegar tarefas a sua equipe, recomendo a leitura do material “O EAG te mostra como a cultura da sua empresa pode tornar ela autogerenciável”.

Boa leitura!

Considerações finais

Você só é um funcionário exemplar dentro de sua própria empresa, se você entender o que precisa ser feito para fazê-la prosperar. Além disso, você precisa servir de exemplo para seus funcionários. 

É necessário lembrar que a cultura que move a sua empresa vem totalmente de você. 

Se essa cultura promove desordem e falta de orientação, assim será o funcionamento dela. 

Se promove comunicação, processos bem definidos e a busca pelos melhores resultados, assim será o funcionamento dela.

A partir do desenvolvimento de metas, de seu respectivo plano de ação e da execução dessas metas, você construirá um ciclo de produtividade e de maior entendimento dos rumos que a sua empresa está tomando.

Por isso, eu costumo dizer que ser empresário é para quem tem energia e atitude. Quem perde tempo criando desculpas, não investindo em conhecimento para ser aplicado dentro da empresa e perdendo tempo com ociosidade, torna-se o pior funcionário de sua própria empresa. 

Se você se identificou como o pior funcionário da sua empresa, trate de mudar a sua postura agora, e leve a sua empresa ao sucesso.

O EAG Empresa Autogerenciável foi criado para ajudar donos de empresas a acabar com o CAOS nas empresas através de uma equipe autogerenciável.