Sua empresa não sai da crise ou a crise que não sai dela?

Alguns donos de empresa acreditam que a crise na economia, a localização da empresa, o mercado ou qualquer outro fator externo pode afetar de maneira drástica o funcionamento da empresa. 

Porém, acreditando nisso, o empresário acaba deixando de lado a responsabilidade que ele mesmo tem sobre o próprio negócio. 

Eu falo isso, porque acredito que o pior tipo de crise é justamente a que está na cabeça do empresário. Quando fatores externos atingem o andamento do seu negócio, é porque a sua cultura organizacional não está fortalecida como deveria. Ou seja, a sua empresa é ineficiente.

Por isso, eu, Marcelo Germano, fundador do EAG Empresa Autogerenciável e de outros dois negócios, vim falar sobre como uma empresa autogerenciável consegue vencer qualquer tipo de crise, a partir do que eu mesmo construí ao longo da minha carreira de 23 anos como empresário. 

Te desejo uma excelente leitura!

O que crise tem a ver com cultura organizacional?

Antes de começar, vou falar uma frase que eu costumo usar para que você entenda o que a crise tem a ver com a cultura organizacional de uma empresa. 

“A melhor estratégia do mundo sendo executada pelas pessoas erradas, vai falhar sempre.

Uma estratégia não tão boa, mas com as pessoas certas, executando com disciplina, vai sempre explodir a concorrência.” 

Não tem jeito. Uma empresa é feita de pessoas e processos, processos e pessoas – como diz o Abílio Diniz – e são essas pessoas que executam o processo.

E por esse motivo, de nada adianta você buscar a estratégia “bala de prata” para o seu negócio, se você não constrói uma cultura focada em eficiência para que as melhores pessoas trabalhem na sua empresa e explodam a concorrência..

De que forma você constrói um time com as pessoas certas, que executam o que precisa ser executado, com disciplina e comprometimento? Através de uma cultura organizacional sólida.

Quando a cultura está consolidada e o dono trabalha massivamente para mantê-la, a empresa deixa de ser ineficiente e, esse jeito, nenhum fator externo, seja crise econômica, concorrência ou mercado, é capaz de impactar o negócio. 

Quando a crise afeta o seu negócio

A crise está afetando o seu negócio? Como você faz para superar a crise? 

A partir de estudos que tenho feito ao longo dos meus 23 anos como empresário, pude perceber que o dono de empresa precisa dar atenção a três coisas fundamentais: pessoas, estratégias e crises.

A primeira dica é focar onde você tem controle. Por exemplo: nós empresários, não temos controle sobre o que vai acontecer em relação à economia do país. Então, é comum que os empresários acabem investindo tempo se preocupando para saber o que pode acontecer, mas isso não resolve o problema dentro do seu negócio. 

O grande segredo é o que você, como dono da empresa, pode controlar. Quando a atenção é voltada para aquilo que você tem domínio sobre, você consegue fazer a diferença no seu negócio. Dentro de uma empresa, você consegue controlar itens como custos, vendas e relacionamento com clientes e funcionários.

Ou seja, quando você atua onde você tem controle, é muito mais fácil sair de qualquer tipo de crise ou não deixar que a crise se instale dentro da sua organização. 

Como eu acredito que uma empresa sempre vai ser o reflexo do dono, se você tiver energia para enfrentar os desafios, a sua equipe vai comprar a briga com você. É claro que você não tem controle sobre a energia dos seus funcionários, mas se você fizer o seu 100%, o resultado virá.

É importante lembrar

Uma cultura organizacional forte, ou seja, os valores, a missão e a visão da empresa, precisam estar solidificados e disseminado de forma clara para toda a empresa. Ter esse cenário fortalecido é o que vai fazer com que uma empresa consiga atravessar qualquer tipo de crise, pois o ambiente interno empresarial estará forte para isso. 

Por isso, estabelecer a cultura organizacional e transmiti-la aos funcionários é essencial para que ela esteja cada vez mais enraizada e seja vivida, e, assim, fazer com que sua empresa supere qualquer fator externo. 

Mais sobre cultura organizacional

Definir uma cultura organizacional é essencial para fazer com que seus funcionários entendam onde a sua empresa almeja chegar. 

Por isso, para continuarmos falando sobre como a cultura impacta os resultados da empresa e como transmiti-la para os seus funcionários da forma certa, indico a leitura do material “PVE: porquê você precisa dessa ferramenta para construir a cultura do seu negócio”.

Boa leitura!

Considerações finais

Saiba que antes de qualquer crise externa, a empresa precisará sobreviver a crise que está na sua mente – e que esta crise, sim, pode colocar tudo a perder no seu negócio. 

Foque no seu real papel de dono do negócio, trabalhe duro e preocupe-se, sobretudo, em tornar a sua empresa eficiente.

O EAG Empresa Autogerenciável foi criado para ajudar donos de empresas a resolverem o caos em que seus negócios se encontram e torná-los autogerenciáveis.