O que é preciso para ter uma equipe de alta performance?

Ter uma equipe de alta performance, ou seja, aquela que trabalha com garra e com o desejo de fazer a diferença é o sonho de todo dono de empresa. Com certeza, esse é o seu sonho também. Mas você sabe o que você, como gestor, deve fazer para ter esse time dos sonhos ao seu lado?

Então continue lendo este texto em que eu, Marcelo Germano, fundador do EAG – Empresa Autogerenciável, mostro o que é preciso para ter uma equipe de alta performance e qual é o tipo de funcionário que faz parte desse quadro de sucesso. 

Boa leitura e mãos à obra!

Funcionários engajados: isso é uma equipe de alta performance

Não tem jeito, Comandante: um time que entrega resultados é composto por funcionários engajados.

Por se identificarem totalmente com a cultura organizacional e com os valores daquele lugar de trabalho, os funcionários engajados conseguem gerar inovação, produzir resultados, bater metas e fazer aquele negócio crescer. E não tem um grande segredo por trás desse comportamento, afinal, trabalhar se torna muito mais prazeroso quando se ama o que faz e onde se está.

Mas essa não é a realidade de quem não se identifica com a própria empresa. Sabe aquele funcionário que só chega, faz o seu trabalho e vai embora, sem produzir grandes resultados ou inovações? Esse é um tipo de funcionário desengajado. 

Mas, atenção, isso não quer dizer que esse colaborador não cumpre as suas tarefas. Ele pode até desempenhá-las, mas não demonstra a mesma paixão do que um funcionário engajado e que tem uma profunda conexão com a empresa. E o grande problema disso é que um comportamento robotizado e baseado no “tanto faz” pode prejudicar (e muito) os resultados no final do mês. 

E se isso já é um perigo, então saiba que a coisa ainda pode piorar. Esse é o caso de empresas que têm funcionários altamente desengajados, ou seja, que falam mal do gestor e da própria organização. E não preciso nem dizer que equipes assim estão profundamente insatisfeitas, dificilmente vão bater metas e podem afundar o negócio de vez. 

O que gera um funcionário desengajado ou altamente desengajado?

Existem vários motivos, mas há duas razões que são grandes responsáveis por esse comportamento e atrapalham a formação de uma equipe de alta performance:  

  • a falta de clareza sobre o que o funcionário precisa fazer e entregar;
  • e a falta de equipamentos e materiais necessários para realizar um bom trabalho.

O primeiro item é auto explicativo: se você não esclarece qual é a função daquela pessoa na sua empresa, ela vai ter grandes dificuldades em desempenhar o seu trabalho. 

Já o segundo item está associado à falta de ferramentas básicas do dia a dia, como um bom computador, uma internet com conexão rápida e itens de papelaria necessários (grampeadores, canetas, entre outros). A ausência desses e de outros elementos que tocam o trabalho desperta emoções negativas no funcionário. 

Por exemplo: o colaborador precisa entregar uma tarefa em uma hora, mas a internet cai ou o computador trava e ele perde todo o arquivo. Isso gera um estresse sem tamanho.

Neste vídeo, eu falo um pouco mais sobre a relação funcionários desengajados x ausência de ferramentas básicas. Eu recomendo que você assista, principalmente se você estiver passando por um problema parecido: 

Portanto, fique atento, Comandante: essas coisas, que parecem pequenas, impactam profundamente no engajamento da equipe, que pode se sentir abandonada e acreditar que a sua empresa não se importa com os seus funcionários. Então, como reverter essa situação ou evitar que isso aconteça na sua empresa? Veja a seguir. 

Como engajar funcionários?

A dica é simples: procure detalhar o que você espera de cada funcionário e pergunte diretamente para eles quais são os equipamentos que faltam ou que não estão de acordo com as suas atividades. Ao agir dessa forma, você demonstra que está:

  • por dentro sobre cada função que é exercida dentro da empresa;
  • procurando saber o que acontece dentro do seu negócio;
  • preocupado com o bem-estar dos seus colaboradores;
  • e disposto a resolver o que não está funcionando.

Considerações finais

Infelizmente, muitos donos de pequenas e médias empresas não entendem a importância de explicar detalhadamente a função das suas equipes e de providenciar as ferramentas necessárias para o seu trabalho. Inclusive, nesse segundo ponto, muitos gestores se preocupam apenas com os gastos, não enxergando que a aquisição de certas ferramentas é um investimento para o próprio negócio.

É claro que você não precisa investir nas soluções mais caras, principalmente se o caixa da sua empresa não permitir. Porém, é extremamente importante procurar por e garantir outras alternativas que aprimorem o trabalho dentro da empresa. 

Dessa forma, você consegue motivar e engajar os seus funcionários. E você já sabe: pessoas apaixonadas pelo trabalho se transformam em uma equipe de alta performance que consegue promover mudanças e entregar os resultados necessários para fazê-la crescer.

O EAG Empresa Autogerenciável foi criado para te ajudar a acabar com o caos da sua empresa e a construir uma equipe autogerenciável que funcione sem depender de você.