Liderança à distância: como fazer dar certo?

Em uma das lives feitas no meu Instagram, conversei com a Aline Decker, gerente de marketing do EAG – Empresa Autogerenciável, na qual discutimos sobre como realizar uma liderança efetiva em tempos de home office.

Muitas pessoas que estavam acostumadas com a presença física enfrentaram e têm enfrentado dificuldades nesse modelo de trabalho. Isso vai desde gestores que não sabem como manter a empresa funcionando à distância, até funcionários que não conseguem render e produzir na mesma velocidade que antes.

Você, dono de empresa, está passando por isso e quer saber como liderar o seu time à distância? Então continue lendo este texto que eu, Marcelo Germano, fundador do EAG – Empresa Autogerenciável, preparei 4 boas práticas que você deve fazer para a sua equipe continuar entregando resultados. 

Elas têm dado muito certo por aqui!

Mantenha o “pulso” em sua liderança

Um dos pontos que faz a liderança à distância dar certo é manter o “pulso” nos resultados, isso é, continuar cobrando dos colaboradores as suas metas e entregas. Dessa forma, o time entende que deve cumprir com os seus compromissos, independentemente da presença física. 

Uma forma de manter presença é marcar uma reunião semanal com o time para conseguir elaborar metas, plano de ação e execução, e sair desse encontro com as ações que precisam ser feitas. 

Faça reuniões diárias e semanais com o time

Essa é uma forma de exercer a sua liderança e de manter contato com a equipe. Existem algumas boas práticas de realizar essas conversas. Por exemplo: 

Reuniões diárias (daily)

Diariamente, é possível entrar em contato com o seu time por meio de uma ferramenta de comunicação interna (como o Slack) que permita a troca de mensagens individuais e em grupo. 

O objetivo é que, ainda no início do dia, cada colaborador escreva o que fez ontem, o que fará hoje e se ele está enfrentando alguma dificuldade para realizar esses processos.  

A mesma coisa pode acontecer no final do dia, quando cada funcionário escreve o que exatamente fez durante o dia. Dessa forma, você, como gestor, pode ver o que os seus liderados conseguiram cumprir, ou não, para conversar com eles depois e entender o que está acontecendo dentro do processo. 

Reuniões semanais 

Ao contrário do daily, que é quando você sabe como está o andamento das tarefas, o weekly é uma reunião mais “elaborada”, na qual você e os seus liderados podem se reunir via Google Meets, Teams, Zoom, entre outras ferramentas de videoconferência, para que o time consiga se ver, se ouvir e resolver o que precisa ser resolvido, praticamente como em uma reunião presencial. 

Nesse bate-papo, é interessante que vocês discutam pontos que precisam ser melhorados, para saírem de lá com as ações que precisam ser feitas para trazer os resultados esperados.

No EAG, as Reuniões Semanais acontecem todas às segundas-feiras no período da manhã. É a reunião no qual mostramos os nossos resultados obtidos da semana que se passou e quais são as próximas ações que saíram como melhoria contínua dos resultados apresentados. 

Conversas básicas do time

Além desses tipos específicos de reuniões, é possível manter contato constante com a sua equipe ao longo do dia, sempre trabalhando feedbacks, reconhecimento e se mostrando à disposição para ajudar. 

Por exemplo: é muito comum no trabalho à distância, o gestor delegar uma tarefa, mas o colaborador não entender 100% o que ele quis dizer. Dessa forma, é importante ele se sentir à vontade em perguntar o que precisa ser feito, e você explicar o passo a passo. Dessa forma, ambos conseguem eliminar ruídos de comunicação e garantem a execução da tarefa.

Boas ferramentas de comunicação

Para toda essa comunicação ser ainda mais efetivas, veja só alguns exemplos de ferramentas que tornam o trabalho ainda mais prático, presencialmente ou à distância:

Comunicação e reuniões on-line:

Gestão de tarefas:

Tenha um one on one com cada colaborador

O one on one – ou um para um – é uma reunião realizada com cada liderado, com o objetivo de ouvir tudo o que essa pessoa tem para dizer. 

Nessa conversa, o gestor não costuma dar feedbacks, mas sim ouvir o que está dentro da cabeça desse colaborador. Essa é uma forma de fazer com que o liderado se sinta à vontade para desabafar e compartilhar aspectos que podem estar impactando a execução do seu trabalho.

Após o bate-papo, você, como gestor, precisa elaborar um plano de ação para resolver essas questões, que colabora para o desenvolvimento do funcionário e faz com que ele se sinta ouvido.

Faça uma planilha para acompanhar o desenvolvimento de cada colaborador

Uma forma de você ter maior controle da gestão e do desenvolvimento do seu time é fazer uma planilha (pode ser no Excel mesmo), acrescentar o nome de cada colaborador e realizar o seu respectivo acompanhamento. 

Dessa forma, você consegue entender quais são os pontos que essa pessoa precisa melhorar e acompanhar o desenvolvimento dela, para saber se você precisa reconhecê-la ou fazer um feedback construtivo.

Considerações finais

Com persistência, trabalho duro e até mesmo um pouco de paciência, é possível driblar as adversidades do home office e exercer a sua liderança

Dessa forma, você consegue mostrar para a sua equipe que está no comando e que deseja ver resultados, mas que também está compenetrado em escutá-los e em desenvolvê-los, para que todos possam passar juntos por esta dificuldade. 

Lembre-se, Comandante, que líder que é líder bate meta com o time fazendo certo. Quando todos estiverem alinhados na mesma página, fica muito mais fácil de fazer a sua empresa crescer. 

O EAG Empresa Autogerenciável foi criado para te ajudar a assumir o Comando do seu negócio e construir uma equipe que funcione sem depender de você.