Líder que transforma: como inspirar e tornar uma Empresa Autogerenciável?

Você já pode ter descoberto ou não, mas ter uma empresa autogerenciável é o grande sonho de qualquer dono de empresa. Quero dizer, ter uma empresa que funciona perfeitamente, com uma equipe engajada e batendo meta sempre é para poucos.

Mas para chegar nesse nível, você não pode ser o tipo de líder que centraliza funções e problemas. 

Portanto, eu Marcelo Germano, vou explicar neste post como se tornar um líder transformador e como trilhar o caminho para uma empresa autogerenciável.

Boa leitura e me conte o que achou!

O que é um líder transformador?

É aquela pessoa líder dentro ou fora da empresa. Ela influencia e transforma vidas, perto ou longe. 

Esse líder cumpre com suas atribuições estratégicas para o mercado, e inspiradoras para o quadro de funcionários, proporcionando uma cultura que move ideais e grandes resultados para dentro e para fora da empresa. Em outras palavras, posso dizer que ele é o Comandante do navio.  

Essa pessoa preza por uma cultura organizacional forte e criativa, tem um alta capacidade de autoconhecimento e consegue conversar e ouvir as pessoas ao redor. Esses valores têm o poder de tornar a empresa um lugar confiável e confortável de se estar. 

Além disso, colaboradores que se sentem importantes dentro da empresa criam um sentimento de pertencimento, também chamado de ownership, acreditando que aquele negócio também é deles. 

Como ele pode tornar sua empresa autogerenciável?

Imagine uma empresa totalmente rígida, com um chefe autoritário e centralizador, que não ouve as ideias dos funcionários e acha que tudo tem que ser feito do seu jeito. Só de ler essa descrição, você já imagina que esse não é um bom lugar para trabalhar, não é verdade?

Mas às vezes, Comandante, a sua empresa pode estar seguindo para esse caminho, sem você se dar conta.

Por isso, convido você a parar e a refletir, fazendo algumas perguntas: 

  • como é o seu tipo de liderança? 
  • Como é a sua relação com os seus funcionários? 
  • Você acha que eles estão satisfeitos na sua empresa? 
  • Eles estão alinhados com seus objetivos e funções?
  • E principalmente: a sua empresa está crescendo ou está estagnada?

Dependendo das suas respostas, pode ser que o seu estilo de gestão esteja interferindo completamente no rumo da sua empresa. Se você estiver centralizando e microgerenciando cada processo da sua empresa, muito provavelmente você está indo para o caminho do fracasso.

Sendo assim, o conceito de líder transformador tem total relação com uma empresa autogerenciável, porque ele acredita na capacidade e no desenvolvimento dos seus funcionários. Esse líder entende que o trabalho de todos deve ser colaborativo e não individual. 

Numa dinâmica colaborativa, esse líder promove a confiança, o desenvolvimento, feedbacks e alinhamentos constantes, tornando esses funcionários independentes em suas funções e promovendo equipes completamente autogerenciáveis. 

Como transformar a sua empresa em autogerenciável?

Agora que você já sabe que ser um líder transformador é um grande passo para se ter uma empresa autogerenciável, eu vou te dar o passo a passo para chegar a esse patamar e a ver resultados efetivos no seu negócio. Promova essa transformação…

Tendo uma cultura bem definida e comunicada

A cultura organizacional é o jeitão da sua empresa. O modo como ela funciona. Quando você comunica ao seu time a missão, a visão, os valores e o grande objetivo da sua empresa, eles estarão alinhados sobre para onde precisam ir e quais resultados precisam atingir.

Dessa forma, eles verão propósito no trabalho que estarão exercendo, ficarão motivados e, com certeza, vão conseguir bater metas de forma muito mais fácil.

Se você nunca parou para pensar nisso, saiba que os seus resultados e o crescimento do seu negócio podem estar comprometidos. Sabe por quê? Porque a cultura precisa, sempre, estar alinhada ao que o dono da empresa deseja.

Aqui no EAG, vemos na prática como fazer os colaboradores aderirem à cultura da empresa. Uma das ferramentas que estimulam esse processo é o Ponto de Vista Educativo, também conhecido como PVE.   

Fazendo contratações mais certeiras 

Comandante, um dos seus papéis como líder transformador é procurar por pessoas que façam a diferença na sua empresa.

Por isso, não subestime a sua função diante das contratações que você faz para a sua equipe. Você, mais do que ninguém, precisa saber qual é o tipo de pessoa que deve fazer parte do seu negócio. Tem uma frase que eu sempre digo nos meus treinamentos e reforço sempre que posso: a melhor estratégia do mundo com as pessoas erradas vai falhar sempre e uma estratégia que não é a melhor do mundo, mas com as pessoas executando com disciplina e determinação vai sempre ganhar da concorrência.

Encare cada conversa como se fosse a mais importante da vida da empresa. Procure por funcionários que entreguem resultados, que deem ideias, que estejam alinhados à cultura do negócio. Pode apostar que quem reúne a equipe certa já está com metade da batalha ganha. 

Investindo no desenvolvimento dos colaboradores

Na minha visão, o que faz de alguém um bom líder é a capacidade de tirar bons resultados dos seus colaboradores. E para você fazer isso, você precisa desenvolver essas pessoas de forma contínua.

Por isso, é fundamental que você esteja sempre em contato com os seus colaboradores, recrutando, treinando, e dando feedbacks, que é uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento deles. Eu falo mais sobre a importância dos feedbacks para os seus funcionários e para a sua empresa neste vídeo:

Tendo resultados e metas sempre alinhadas com o time

Quando você inclui o time nas suas decisões, fica muito mais fácil compartilhar e pedir por resultados e metas para eles. 

Essa troca é fundamental, porque a equipe se sente incluída na construção de resultados da empresa e, dessa forma, se mantém motivada a entregar um trabalho bem-feito. 

Não deixe de dividir definir meta, plano de ação e execução junto ao time, de delegar tarefas e de consultar as ideias da equipe. Dessa forma, os funcionários cumprem de forma brilhante o seu trabalho operacional, dando tempo para você, Comandante, focar na expansão do seu negócio. 

Considerações finais

A primeira providência que você irá tomar, depois desta leitura, é certificar-se se você é um líder que: 

  • inspira seus funcionários (para o bem);
  • preza por uma cultura forte e criativa na empresa;
  • tem um alta capacidade de autoconhecimento;
  • consegue conversar e ouvir as pessoas ao redor;
  • bate meta com o time fazendo certo.

Garantir essas características para si mesmo vai te ajudar bastante a dar a autonomia que sua equipe precisa. Assim você se concentra no crescimento do seu negócio e pode enfim transformá-lo em uma empresa autogerenciável. 

Foi percebendo a carência de muitos donos de empresa, em desenvolver esses pontos, que surgiu o EAG Empresa Autogerenciável. Depois das inúmeras dificuldades que passei para manter as minhas empresas, eu aprendi conceitos e ferramentas valiosas que me ajudaram a me tornar um líder transformador. Então por quê não passar isso adiante?

O EAG oferece uma imersão de alto impacto prático para donos de pequenas e médias empresas que estejam passando por um cenário de caos, mas que estejam realmente comprometidos em tornar as suas empresas lugares melhores de se trabalhar.

Para ingressar na Imersão EAG, o dono de empresa passar por uma triagem, feita pelo meu time, a fim de garantir seu comprometimento integral e resultados efetivos. Está disposto (a) a fazer esse trabalho duro pela sua empresa? Inscreva-se AQUI.

O EAG Empresa Autogerenciável foi criado para te ajudar a acabar com o CAOS no seu negócio e construir uma equipe que funcione sem depender de você.