“Meu Funcionário Vive Dando Desculpas”: Essa Desculpa Aqui Pode Te Enlouquecer!

Seu funcionário vive dando desculpas, como:

  • Eu não sabia.
  • Não vi.
  • Não fui avisado.
  • Já estava assim quando eu cheguei.
  • Já deu o meu horário.
  • Sempre foi feito dessa maneira.
  • Não tenho uma boa equipe.
  • Não tenho tempo para estudar.

E muitas outras…

Você não está sozinho no mundo.

Pode até parecer que essas coisas só acontecem com você.

Mas não é verdade.

Isso acontece com todas as pessoas que não têm uma cultura forte, uma liderança forte e uma gestão eficiente.

Por isso, se o seu funcionário vive dando desculpas, o problema não é apenas dele:

É seu e de todos da empresa.

Mas fique tranquilo que a culpa não é sua, afinal de contas, nós não somos educados e nem treinados para ter comportamento voltado para soluções de problemas.

Está bem?

Mas apesar da culpa não ser sua, não adianta reclamar. Você precisa agir enquanto gestor e dono(a) da empresa.

E pode ficar tranquilo(a) que eu não vou te desamparar.

Muito pelo contrário: eu escrevi esse post justamente para te dar uma opção do que fazer quando um funcionário vive dando desculpas.

E nessa série, eu vou abordar em cada post, uma forma de lidar com cada desculpa que seu funcionário dá, beleza?

Então vamos para a clássica:

Você fala algo para seu funcionário, seja uma solução para um problema, ou algo para fazer.

Depois de algum tempo, o teu funcionário não segue o que você pediu para ele fazer.

E ele fala a seguinte frase:

“Você nunca me falou isso.”

Você se pergunta:

Será se eu estou ficando louco?

Como que eu nunca falei?”

E há situações onde você repetiu diversas vezes, e parece que a pessoa não entende.

Parece que entra em um ouvido e sai no outro, é como se você estivesse falando com uma parede, né?

Essa é uma, dentre tantas outras, maneiras do seu funcionário dar desculpas.

Isso acontece porque infelizmente nós não somos educados para, quando errar, assumir o erro e seguir em frente, buscando fazer o certo.

Afinal de contas, o erro faz parte do processo de aprendizagem.

E a forma como você lida com ele, é que vai te diferenciar de pessoas comuns… de pessoas extraordinárias.

Mas, o que eu faço quando um funcionário dá essa desculpa?

Seguinte, empresário(a):

Você vai fazer uma espécie de diário de bordo.

Eu fiz isso, inclusive, em minha empresa, e chamei de Registro de Ocorrência.

O que você vai fazer com esse diário, é o seguinte:

Toda vez que acontecer algo e você direcionar o teu funcionário, você vai registrar:

  • A data e hora;
  • Quem estava envolvido;
  • Qual foi o problema;
  • O que você explicou à essa pessoa envolvida;
  • E a solução dada para a situação.

Você pode fazer isso em uma planilha de excel, por exemplo.

E quando a pessoa vinha me dizer que eu não havia dito tal solução, tal direcionamento, eu pegava essa planilha, e mostrava para a pessoa:

“Olha aqui, fulano: dia tal, tal horário, você veio e falou sobre o processo tal, onde você estava atendendo esse cliente, e eu falei exatamente isso e foi dado seguimento.

A pessoa ficava travada, porque não tinha o que questionar: estava ali, registrado!

E o R.O. (Registro de Ocorrência) começou a ser chamada pelos funcionários de Ruindade Oculta.

Porque para eles, aquilo era uma forma de fazer ruindade para o colaborador.

E isso se tornou uma nova desculpa…

Sabe o que fizemos para contornar a situação?

Nós começamos também a registrar os momentos em que o colaborador fez algo bom, em que ele se sobressaiu.

Então continuamos a fazer o registro da data, hora, o fato, como o funcionário procedeu, e o que nós estamos reconhecendo.

Esse diário acabou se tornando uma ferramenta que auxilia nos feedbacks.

Então mais do que registrar ocorrências, se tornou uma forma de:

Treinar os funcionários a não dar mais desculpas e sim resolver os problemas;

E dar feedbacks para que todos pudesse se desenvolver.

E se você tem funcionário que dá esse e outros tipos de desculpas, eu tenho um convite a te fazer:

Clique no botão abaixo e saiba como eu posso ajudar a você, dono de empresa, a construir uma cultura forte, com uma liderança forte, e com uma gestão eficiente.

E se você ficou com algumas dúvidas sobre esse tema em específico, vou deixar um vídeo aqui embaixo para você.