É dono de empresa? 4 dicas de que você não sabia o seu papel até chegar aqui

Apesar de parecer simples, muita gente ainda não entende o papel do dono de uma empresa. Por isso, não é raro observarmos tantos negócios estagnados ou indo à falência, porque os seus respectivos líderes não estão fazendo o que deveriam.

Talvez você nem imagine, mas a sua gestão pode estar levando o seu negócio para onde ele não deveria ir. E sabe por quê? Porque o dono é o reflexo da sua empresa e as suas atitudes impactam diretamente no andamento dela. 

Se você tem se sentido cansado, frustrado e preso ao seu próprio negócio, é hora de mudar o seu mindset e aprender o que REALMENTE significa ser dono de empresa. Pensando nisso, eu, Marcelo Germano, fundador do EAG – Empresa Autogerenciável, preparei este texto super completo para você abandonar 4 crenças que são muito comuns e que indicam que você está um tanto perdido em sua missão. 

Boa leitura e mãos à obra!

Você acreditava que precisava ter uma vida caótica

Muitos donos de empresa acreditam que o sucesso de um negócio está associado a mais de 12h de trabalho consecutivas. É como se a sua única obrigação fosse viver para a empresa, acumulando trabalhos operacionais e acreditando que somente você é capaz de dar conta do recado. Essa é uma rotina um tanto caótica, não é verdade?

O grande problema é que esse tipo de pensamento pode trazer graves consequências para o futuro da própria companhia. Afinal, se você trabalha para fazer a sua empresa funcionar, quem está trabalhando para fazer a sua empresa crescer?

Não só a sua empresa fica em jogo nesse tipo de situação, mas a sua vida pessoal também. Por exemplo, problemas com a família e com a saúde não são raros quando você dedica 100% do seu tempo apenas para o próprio negócio, negligenciando todo o resto.   

Uma vida caótica só dificulta o gerenciamento da sua empresa. Entender isso é fundamental para você compreender qual é o verdadeiro sentido do seu papel dentro do seu negócio.

Você não conseguia gerenciar o seu tempo

Além disso, uma rotina caótica também está associada à falta de gerenciamento de tempo. Você já reparou que quando você tenta dar conta de tudo ao mesmo tempo, as chances de você não conseguir cumprir com o que é desejado são infinitamente maiores?

E quando você se mantém preso nesse ciclo, você reproduz comportamentos extremamente prejudiciais para o andamento da sua empresa: você não estabelece prioridades na sua rotina, tenta abraçar o mundo com as próprias pernas, não divide funções para os seus funcionários e não tem controle dos seus momentos de descanso (você nunca os tira ou a sua vida gira em torno do fim de semana).

Agindo dessa forma, um dono de empresa que não entende o seu papel perde horas, dias, até anos valiosos de trabalho só apagando incêndios e resolvendo problemas, ao invés de focar no que vai fazer a sua empresa crescer. E qual é o resultado dessa rotina? A sua empresa nunca vai sair do lugar

Por outro lado, o dono de empresa que entende o seu papel já acorda sabendo tudo o que precisa fazer naquele dia para a sua empresa crescer. Ele consegue estabelecer prioridades, cobrar e acompanhar o trabalho dos funcionários e cumprir todas as suas tarefas até o final do dia. 

Isso é o que eu chamo de gestão do tempo, ou seja, quando o líder de uma empresa consegue administrar e organizar as suas horas de trabalho, sendo capaz de aumentar a sua produtividade, acompanhar o trabalho dos funcionários e bater metas com o time fazendo certo.

Você não entendia o seu papel na sociedade 

Estar à frente de um negócio é fundamental para o crescimento da economia de um país e para inspirar outras pessoas que desejam fazer parte desse sonho junto com você.

Talvez você não esteja ciente da relevância do seu propósito para um bem comum e esse é um grande erro. Pensar sobre a importância do que você tem feito para a sociedade pode aproximar você do seu time. 

Dessa forma, fica mais fácil deixá-los alinhados quanto ao papel de cada um dentro da empresa, para que ela continue a crescer e a integrar uma parte fundamental na vida de várias pessoas, de uma comunidade e do país.  

Logo, entender qual é o papel do empresário fora do seu negócio é fundamental para trazer essa reflexão para dentro da empresa. Seus colaboradores precisam saber disso tanto quanto você.

A sua empresa dependia 100% de você

Todos os três pontos que eu citei acima estão automaticamente associados à centralização de tarefas que muitos donos de negócios estão acostumados a exercer, acreditando que isso é uma coisa boa. Mas não é.  

Se você, como líder da empresa, assume todo o trabalho para si, incluindo o dos seus funcionários, então isso quer dizer que você está à frente de um negócio completamente dependente da sua presença. 

Agora, se você age dessa forma, imagine se você precisar se ausentar da empresa por algumas horas. O que encontraria quando chegasse ao escritório? Provavelmente, um caos completo. Essa bagunça está associada a muitas empresas que não se desenvolvem e que não atingem os resultados esperados… E esse pode ser o caso da sua. 

Tudo isso é um indício de que a sua gestão empresarial não está sendo efetiva como deveria ser. Essa é uma verdade difícil de se enxergar, porque ninguém quer se ver como o vilão da própria empresa. Mas é necessário abrir os olhos antes que seja tarde demais. 

Considerações finais

Ao longo deste texto, eu separei 4 mitos que são praticados por vários donos de empresa. Se esse é o seu caso, é um sinal claro que você não faz ideia de como desempenhar o seu papel.

Mas quero te dizer que existe solução. Por isso, tenha MUITA atenção no que estou prestes a dizer agora, porque isso pode mudar completamente o rumo da sua companhia. 

Para otimizar a gestão da sua empresa, é essencial que você assuma a postura de Comandante, ou seja, mantenha-se à frente de um grande navio que, neste caso, é o seu negócio. 

E o que significa “assumir a postura de Comandante”? É compreender qual é o seu REAL papel como dono de empresa, que inclui:

  • entender que o trabalho operacional, ou seja, “colocar a mão na massa”, deve ser feito pelos seus funcionários;
  • que você deve assumir o trabalho estratégico, focado no crescimento da empresa;
  • apoiar e capacitar os seus funcionários, porque o reconhecimento vai estimulá-los a fazer um bom trabalho e a ajudar a sua empresa crescer.

e delegar tarefas para a sua equipe, porque você não é super-herói para fazer tudo sozinho. Neste vídeo, eu falo um pouco mais sobre como fazer isso de forma assertiva:

Tornar-se o Comandante da sua empresa não é um trabalho fácil. Mas é o caminho certo para tornar a sua empresa autogerenciável. Imagina ter a liberdade de pensar em novas ideias, criar, estudar o mercado e até mesmo se ausentar da empresa quando sua vida pessoal chamar? Fazendo a Imersão EAG tudo isso se torna possível. Inscreva-se AQUI

O EAG Empresa Autogerenciável foi criado para te ajudar a acabar com o caos na sua empresa e a construir uma equipe autogerenciável que funcione sem depender de você.