Como superar o esgotamento e continuar motivado

O Que Dizem os Especialistas Esgotamento – um cansaço físico e mental que ocorre quando as demandas do seu trabalho excedem consistentemente a quantidade de energia que você tem disponível – tem sido chamado de doença do ambiente de trabalho moderno. “Não há dúvida de que estamos expostos a um risco maior de esgotamento hoje do que há 10 anos”, diz Ron Friedman, fundador da ignite80, uma empresa de consultoria, e autor do livro, The Best Place to Work: The Art and Science of Creating an Extraordinary Workplace (ou, em português, O Melhor Lugar para Se Trabalhar: A Arte e Ciência de Criar um Local de Trabalho Extraordinário). esgotamento “Isso acontece, em grande parte, porque estamos rodeados por dispositivos que são feitos para tomar a nossa atenção e fazer tudo parecer ser urgente”. Heidi Grant Halvorson, um psicólogo social e autor de No One Understands You and What to Do About It (ou, em português, Ninguém Te Entende, O Que Fazer Sobre Isso), concorda. “Há muita pressão nesse ritmo de hoje”, ela diz. “Isso pode fazer com que você se sinta letárgico, estressado e esgotado – literalmente sem energia”. Portanto, você precisa encontrar formas de “reabastecer o tanque”. Eis abaixo algumas ideias de como fazer isso:

Faça pausas durante o dia de trabalho

O esgotamento, muitas vezes, é resultado de uma “falta de compreensão sobre o que é preciso para alcançar o melhor desempenho no local de trabalho”, segundo Friedman. “Nós tendemos a pensar que [ter um alto desempenho no trabalho] requer se esforçar demais ou trabalhar mais que os outros, [o que] pode te trazer resultados no curto prazo, mas [é] fisiologicamente insustentável”. Para ser capaz de alcançar o seu melhor potencial no longo prazo, você precisa de “oportunidades constantes de reabastecer a sua energia mental”, diz Friedman. Faça um passeio ou dê uma corrida. Almoce em um local diferente. “Sair um pouco do computador faz com que você consiga enxergar o todo”, ele aconselha. “Muitas vezes é durante os intervalos entre pensar demais em um problema e se afastar que surgem as soluções”. Mas faça as suas pausas nos momentos certos, diz Halvorson. Quando a sua energia estiver mais alta – para a maioria das pessoas isso acontece na parte da manhã – você deve se concentrar no trabalho e maximizar a sua produtividade. “Enfrente os seus desafios mais difíceis nesses momentos”, diz ela. Em seguida, afaste-se um pouco para descansar. esgotamento

Se afaste dos seus dispositivos digitais

Antes da era Blackberry, deixar o trabalho no escritório era o comum. “Se você quisesse levar o trabalho para casa com você, isso exigia esforço e planejamento”, diz Friedman. Mas atualmente não é mais assim. “Hoje, todos nós estamos transportando um escritório em nossos bolsos na forma de um smartphone”, ou seja, estamos psicologicamente e fisiologicamente ainda conectados. O remédio, segundo ele, é limitar o uso dos dispositivos digitais. Coloque o seu smartphone em uma cesta ou gaveta ao chegar em casa para que você não se sinta tentado a pegá-lo e checar o seu e-mail. Ou você pode criar uma regra para desligá-lo depois das 20:00. “Coloque o seu telefone longe de você”, diz Halvorson. “Seja o que for, pode esperar até amanhã”.

Faça algo interessante

Ao invés de se concentrar em limitar ou evitar o trabalho nas suas horas de folga, Friedman recomenda agendar “atividades para restaurar as suas energias que você realmente deseje fazer”. Fazer planos para jogar tênis com um amigo ou cozinhar uma refeição com o seu cônjuge te obriga a se “concentrar em uma abordagem objetiva – fazer algo prazeroso – ao invés de evitar – não checar o e-mail”, diz ele. “Um pesquisa mostra que abordagens objetivas são mais fáceis e mais agradáveis de alcançar”. Estudos também indicam que executar uma atividade que você ache interessante – mesmo que essa atividade seja fazer a sua declaração do imposto de renda – é melhor do que simplesmente relaxar. “O que você faz com o seu tempo livre é importante”, segundo Halvorson. Claro, todos nós adoramos sentar no sofá com um balde de pipoca e assistir Netflix, mas ela recomenda a nos engajarmos em algo mais desafiador, como palavras cruzadas ou jogo de xadrez. “Mesmo que seja difícil, isso irá te dar mais energia.” esgotamento

Prolongue os fins de semana

Se sentir mentalmente e fisicamente exausto também pode ser um sinal de que “você precisa fazer uma pausa”, diz Halvorson. A pausa não precisa ser uma férias de duas semanas. Ao invés disso, segundo ela, quando se trata de reduzir o estresse, “você tem muito mais benefícios ao tirar regularmente três a quatro dias de folga”. E enquanto você estiver de folga, não ligue para o escritório ou veja os seus e-mails. “Você precisa se desconectar”, diz ela. “Cada um de nós é um pouco menos vital ao trabalho do que gostaríamos de admitir”.

Se concentre no significado

Se as suas responsabilidades no trabalho impedem que você consiga tirar uma folga de imediato, Halvorson sugere para “se concentrar no porquê de o trabalho é importante para você”. Conectar a sua atribuição atual com um objetivo pessoal maior – completar este projeto irá te fazer chegar mais próximo daquela promoção que você tanto quer, por exemplo – vai “ajudá-lo a combater a tentação de amolecer” e irá fornecer um “choque de energia que vai te dar o que você precisa para seguir em frente naquele dia ou nos próximos dois dias”, diz ela. Esteja ciente, no entanto, que isso pode fornecer apenas um alívio temporário. “Se você está esgotado por trabalhar muito, você precisa parar e dar uma pausa de verdade”.

Certifique-se de que se trata realmente de esgotamento

Se nenhuma dessas estratégias funcionarem, você pode estar lidando com algo mais sério. Se você está se sentindo apático e cansado, mas ainda se sente eficaz como um todo, então é provável que seja apenas esgotamento. “Mas se você se sentir como se não estivesse fazendo progresso e que o trabalho que você faz parece não importar”, isso é um problema diferente, segundo Halvorson. O seu gerente está fornecendo as condições e recursos para que você trabalhe no seu potencial mais alto? Caso contrário, você pode precisar de uma função diferente. A própria natureza da sua posição está minando as suas energias? Se esse for o caso, talvez você precise repensar a sua carreira.

Princípios para Se Lembrar

Faça
  • Defina limites para o uso dos dispositivos digitais durante a folga;
  • Incorpore pausas regulares no seu dia de trabalho;
  • Concentre-se no porquê de o seu trabalho importar para você se as suas obrigações profissionais impedem que você consiga tirar férias.
Não faça
  • Verificar o e-mail quando você está de férias ou nos finais de semana prolongados;
  • Gastar todo o seu tempo de folga “vegetando”. Faça atividades que te desafiem e te interessem;
  • Confundir um cansaço constante e apatia como um caso temporário de esgotamento. Se você se sente ineficaz diariamente, pode ser hora de procurar um novo emprego.

Estudo de caso #1: reflita sobre o porquê do seu trabalho ser importante

Como cofundadora, diretora criativa e CEO da Miss Jessie, uma empresa de Nova Iorque que vende produtos de tratamento para cabelo, Miko Branch tem um trabalho atribulado e exigente. Sua jornada de trabalho é preenchida por constantes reuniões de equipe e ligações, compromissos com os clientes, e sessões de planejamento de produto. “Quando estou na cidade, as pessoas estão dentro e fora do meu escritório o dia inteiro”, diz ela. “E quando estou viajando, eu sempre olho meu e-mail, pelo menos, a cada duas horas.” O seu segredo para evitar o esgotamento sempre foi fazer pausas para cochilar durante o dia. “Os cochilos são exatamente o que eu preciso para me restaurar”, ela explica. “Às vezes eles duram apenas 10 minutos, outras vezes duram 30 minutos. Algumas vezes eu uso o sofá do meu escritório, outras vezes eu apenas deito no chão com um cobertor ou um casaco por cima”. Mas, recentemente, seus cochilos não estavam dando os resultados de sempre. Diante de vários lançamentos de produtos e um prazo iminente para o lançamento do livro sobre a história da Miss Jessie, Miko estava se sentindo extremamente estressada. Então, ela tirou três dias para ir à Miami e se concentrar apenas na escrita e edição do livro. Ela ainda estava trabalhando, mas conseguiu escapar das constantes distrações do escritório. E ela se inspirou para se manter focada ao se recordar do porquê seu negócio e este livro significavam tanto para ela, tanto pessoal, quanto profissionalmente. “Minha irmã e eu criamos esse negócio sem nenhum dinheiro”, ela diz. “Além de sermos mulheres, também somos de cor. Eu queria contar a nossa história para inspirar outras pessoas”. Ela completou o projeto e estava de volta ao trabalho na segunda-feira. “Eu me senti revigorada”, ela disse.

Estudo de caso #2: esteja preparado para mudar de carreira se os seus sintomas de esgotamento forem constantes

Nicole Skogg, uma engenheira óptica, se sentia cansada e esgotada com o seu trabalho em uma pequena fábrica de iluminação perto de Los Angeles. “Eu estava realizando várias tarefas mundanas – juntando um monte de dados de pesquisas em uma planilha e organizando sessões de treinamento”, ela se recorda. “As tarefas pareciam ser repetitivas e simples, sem desafios”. Pior ainda, uma proposta em que ela estava trabalhando – um plano de negócios para um projeto de tecnologia LED que poderia impulsionar o valor de longo prazo da sua empresa – havia sido rejeitada. Após o contratempo, sua motivação ficou prejudicada. Nicole, que sempre havia sido uma pessoa proativa, se viu apertando o botão soneca de seu despertador todas as manhãs quando tocava o alarme. Ela percebeu que havia perdido o pensamento estratégico que tinha desenvolvido quando estava trabalhando no novo plano de negócios. “O projeto me animou a vir trabalhar todos os dias”, ela diz. “Eu vi o quanto você deve sempre desejar se sentir sobre o seu trabalho”. Alguns meses depois, ela saiu de seu emprego e começou a trilhar seu próprio caminho. Atualmente, Nicole é fundadora e CEO da SpyderLynk, uma empresa de marketing e tecnologia móvel com base em Denver. Em retrospecto, seu caso de esgotamento foi um momento decisivo. “Estou realmente feliz com o que estou fazendo agora e sou muito grata por terem me dito não para aquele projeto”, ela finaliza. Artigo traduzido: https://hbr.org/2015/04/how-to-overcome-burnout-and-stay-motivated Você se sente frustrado? Sente que as coisas não estão funcionando como você gostaria na sua empresa e não sabe onde, de fato, está o problema? Fale com a minha equipe: (48) 3204-9976 ou (48) 9 9106-1009]]>