Como Fazer Um Organograma

Caro Comandante,

Fazer um organograma não é um bicho de sete cabeças, como muitos imaginam.

Você não precisa de softwares sofisticados e planilhas monstruosas para fazer o organograma do seu negócio.

Isso porque a forma é o que menos importa.

Tanto que, se quiser, pode até fazer fazê-lo em um saco de pão.

O que você precisa é cumprir com o organograma no dia a dia.

Por isso, não se atenha a ferramentas, e sim, à execução.

O que é organograma?

O organograma é um gráfico que mostra a estrutura organizacional da empresa.

Ou seja, é uma forma de visualizar cada cargo, a sua função, e a quem responde, como mostra na imagem acima.

É através do organograma que se torna mais claro o que cada um é pago para fazer, a hierarquia da empresa e como cada setor se relaciona.

Parece simples, não é?

E realmente é simples fazer um organograma.

Você pode fazer essas “caixinhas” em uma cartolina e colocar na parede para que todos vejam, por exemplo.

O problema é quando não é executado.

Por isso eu afirmo que não importa como você faz e apresenta o organograma da sua empresa.

Porque se não for executado com DISCIPLINA, de nada adianta.

Você pode até pagar o software mais caro, mais avançado, cheio de funções extraordinárias.

Mas se não executar…

Você estará só desperdiçando tempo e dinheiro pagando o software ou qualquer outra ferramenta, e treinando as pessoas para usarem.

Como executar o organograma?

Sabe por que o organograma é tão eficiente, quando executado?

Porque ele mostra o que cada um deve fazer.

E executar tal qual o que está descrito, é respeitar o que é tarefa do outro…

E fazer aquilo que você, dono do negócio, deve fazer.

Se você apresentar o organograma de forma clara para a sua equipe, é um passo a mais que você dá para não ficar apagando incêndios.

É um passo que você dá para fazer o verdadeiro trabalho duro, que todo dono de negócio deve fazer.

Então, em cada “caixinha” você vai colocar:

A função que cada um irá executar na empresa;

E o nome da pessoa que foi contratada para desempenhar a função indicada no organograma.

Assim, você terá um mapa para saber a quem cobrar determinada ação/tarefa, e, se executado com disciplina…

Você terá um mapa em suas mãos para saber a quem delegar uma tarefa que não te cabe executar.

E é assim, que você vai delegando as tarefas e liberando espaço na agenda, para fazer o verdadeiro papel de dono.

Dessa forma, não faz sentido procurar saber e contratar a “melhor ferramenta”.

Pois não é a ferramenta que vai salvar o seu organograma ou até mesmo o seu negócio,

Mas sim, a execução no dia a dia do que tem que se feito e fazer o que está escrito no organograma.

A ferramenta vai auxiliar no dia a dia, nos processos, na delegação de tarefas e por aí vai.

Por isso, foque primeiro na execução do organograma com disciplina e, à medida que você vai identificando as necessidades…

Você contrata a ferramenta que vai atendê-las.

E se você ficou curioso e quer saber mais profundamente sobre esse assunto, vou deixar esses dois vídeos abaixo:

Gostou dos vídeos?

Acesse os nossos canais do YouTube, Instagram e Spotify: tem muito mais e de graça!

Vai lá!