Como criar uma cultura forte na minha empresa?

Caro comandante,

Criar uma cultura forte demanda tempo, comprometimento e disciplina.

Não é um trabalho fácil, mas ajudará a consolidar a sua empresa no longo prazo.

E, se você não sabe, a cultura é implantada desde o primeiro dia de vida da sua empresa.

Portanto, você tendo consciência ou não, a sua empresa já tem cultura: forte ou fraca, mas tem.

Porque a cultura é o jeitão que as pessoas vivem na sua empresa.

E isso inclui os comportamentos que você tolera, e os que você não tolera na sua empresa.

E independentemente da situação da cultura da sua empresa, eu vou te mostrar como construir uma cultura forte.

Para isso, vou apresentar os três fatores que você, empresário, precisa ter para construir uma cultura forte.

Primeiro fator para criar uma cultura forte: Energia.

Antes de mais nada, a empresa tem que ter energia para fazer as coisas acontecerem.

E um empresário sem energia não leva a empresa para lugar nenhum.

Esse fator é essencial, porque ao longo da trajetória, ele vai tomar muitas “pancadas”.

Isso significa que ele vai encontrar barreiras…

Vai haver plano que não vai dar certo…

E vão ter pessoas que não vão ter uma boa performance.

Por isso, o empresário precisa ter energia para lidar da melhor forma possível.

E isso influencia diretamente na cultura, pois as pessoas vão começar a prestar atenção e agir de acordo com a cultura que você está implementando…

Ou vão sair da empresa, pois os comportamentos não são coerentes com a cultura que você está construindo.

Sabendo disso, você vai precisar compreender como irá fazer para gerar energia para você mesmo.

Daí, se torna necessário entender quais conflitos de energia que você tem, e como irá gerar energia para todo mundo em volta.

Porque você aceitando ou não, a empresa é o reflexo do dono.

E a sua energia vai refletir em toda a empresa, e por isso se faz necessário autoconhecimento para saber como você pode gerar energia.

Pois a energia é que faz as empresas chegarem ao objetivo principal e, sem ela, a empresa e o dono não vão a lugar algum.

Segundo fator para criar uma cultura forte: Estômago.

Agora que você entendeu que é necessário energia para criar uma cultura forte…

É necessário compreender que é preciso ter “estômago”.

O que eu quero dizer com isso, é que haverá momentos que será preciso tomar decisões difíceis.

E para tomar essas decisões, é necessário ter estômago.

É assim, que se cria consistência e disciplina, para firmar a cultura da sua empresa.

Porque para tomar decisões difíceis, eu preciso saber o que é tolerável e o que não é.

E isso se leva em consideração não apenas aspectos técnicos…

Mas também comportamentais, dentro do que é tolerável.

Porque você só tem no seu ambiente, aquilo que você tolera.

E me refiro não apenas às pessoas que trabalham na sua empresa…

Mas também a clientes, produtos… Tudo o que compõe a sua empresa.

No entanto, as decisões sobre pessoas, eu vou falar mais à frente.

Nesse tópico, eu vou focar em duas coisas: produtos e clientes.

Você precisa tomar decisões que vão influenciar como você vai se colocar no mercado, e quem você vai atender.

Por isso, é necessário tomar decisões sobre:

  • Qual produto vai ou não lançar
  • Qual será retirado;
  • Se irá aumentar ou diminuir o preço.
  • Definir quem é o cliente ideal;
  • Se irá atender qualquer pessoa, ou não;
  • Demitir ou não esse cliente;
  • Se centraliza ou não as decisões sobre os clientes.

À medida que você vai estabelecendo pontos como esses, você vai desenhando o seu posicionamento no mercado…

E definindo com clareza quem é ou não é o cliente ideal para o seu negócio.

Com essas decisões, você adquire maior clareza do seu negócio, e contribui para a construção de uma cultura forte.

Terceiro fator para criar uma cultura forte: Pessoas.

Claro que, no decorrer do caminho, você vai ter decisões como as que citei, decisões sobre o financeiro, etc.

Mas, para construir uma cultura forte, você irá tomar decisões sobre pessoas.

E isso faz parte do teu trabalho enquanto líder.

E quando eu falo pessoas, estou me referindo aos seus funcionários.

Portanto, as decisões sobre pessoas envolve:

  • Demitir ou não demitir?
  • Vou promover essa pessoa?
  • Treino ou não treino esse funcionário?
  • Tenho uma conversa difícil ou não tenho com meu líder?

Tudo isso são decisões que nós, empresários, precisamos tomar ao longo da jornada.

E essas decisões vão contribuir para a construção de uma cultura.

Pois é assim, que se molda os comportamentos que são toleráveis, que se alinha o lugar que a pessoa deve ocupar no seu negócio, por exemplo.

No entanto, a relidade é que muitos donos de empresa negligencia as decisões sobre pessoas.

E isso acaba prejudicando os processos e a energia da empresa.

E é dessa forma que se destrói a cultura.

Como destruir uma cultura

Para destruir uma cultura, é só fazer o caminho inverso do que falei até aqui.

Mas para deixar mais claro, vou exemplificar.

Imagina uma empresa onde os funcionários são pagos para desempenhar um trabalho, mas não entrega resultados.

O dono ignora; finge que não viu.

Só que, com essa “pequena” atitude, a cultura da empresa foi contaminada.

E nem precisou outra pessoa fazer isso: o dono colocou a corda no próprio pescoço.

Sabe por que isso é tão prejudicial para a cultura?

Porque indiretamente, ele manda a seguinte mensagem com essa atitude:

“Se você não respeitar os valores, se você não fizer as coisas, está tudo bem.

Não produziu resultados? Ah, está tudo bem.

Não tem problema em fazer ou deixar de fazer tal coisa, pois o dono não liga.”

E o dono pode até dizer que não aceita um funcionário que não entrega resultados.

Mas o que ele faz no momento que isso acontece?

Ele simplesmente mostra que está tudo bem.

Por isso é necessário ter energia para enfrentar isso, bem como ter estômago para tomar decisões sobre pessoas.

Porque se você deixa isso passar…

Não importa o seu discurso.

Porque no final das contas, o que realmente importa, é o que você faz – ou negligencia.

E qualquer atitude tua ou a falta dela, está construindo e influenciando a cultura da empresa.

Logo, isso vai definir se sua cultura é de pessoas que entregam resultados e vivem os valores que você definiu…

Ou uma cultura de baixa performance, onde as pessoas fazem do jeito delas, e quando querem.

E racionalmente falando, você que está lendo pode até dizer:

“Não, na minha empresa se a pessoa não entrega resultados, não fica.”

Empresário(a), é muito fácil falar isso.

Mas na prática, tem um monte de gente nas empresas que não produzem resultados, e os donos não têm estômago para tomar decisões a respeito.

E, no fim das contas, ele não faz nada.

Ferramenta para auxiliar na construção de uma cultura forte

Eu quero que você entenda que é preciso tomar decisões pensando no futuro.

E uma ferramenta que eu acredito que vai te ajudar, é o PVE: Ponto de Vista Educativo.

Nele, você vai descrever como as pessoas vivem na sua empresa…

E como elas não vivem.

E você pode deixar claro que as decisões são tomadas não apenas por desempenho, mas também a partir desse código de cultura.

Porque o PVE é isso: um código de cultura de como se vive e como não se vive na sua empresa.

E isso é definido de acordo com o que cada dono de empresa acredita, e o que ele construir na própria empresa.

Por isso, ele tem que extrair o melhor disso para poder tomar decisões.

E isso tem que estar claro de uma maneira que quando você não estiver lá, as pessoas vão ter um parâmetro para tomar as melhores decisões.

Eu costumo dizer que, mais do que uma ferramenta, você precisa ter comprometimento com o que você quer.

É necessário viver o que você definiu todos os dias, até que sua cultura seja consolidada.

E eu preciso deixar claro que isso não acontece do dia para a noite.

É preciso ter disciplina em viver os valores e os comportamentos que você quer que as pessoas vivam todos os dias.

Portanto, para te auxiliar, vou deixar esses dois vídeos abaixo, para você aprender mais:

Se você ainda não conhece nossos canais, eu tenho que te dizer:

Você está perdendo muito conteúdo gratuito e de alto valor.

Para não perder mais tempo, vou facilitar para você.

Vou deixar o link do YouTube, Instagram e Spotify.

É só clicar em cima dos nomes, e você será redirecionado para os nossos canais.

Não tem mais desculpa, hein?

Vai lá!